• Fluxo Criativo

Resgate da técnica do chicote é tema de oficina projetada pela Fluxo Criativo

O projeto "Resgatando o Chicote" que pretende criar condições para a difusão da técnica circense de manipulação de chicotes e, assim, estimular sua preservação, foi inscrito pela Fluxo Criativo no edital de circo da Lei Aldir Blanc do estado do Tocantins, tendo sido aprovado para execução.


O responsável pelo projeto é o capataz circense Alfredo Germán Vera, conhecido como Caracol (Facebook e Instagram). Natural da Argentina e colaborador do Circo Os Kaco, é malabarista de chicote, inclusive fabricando e vendendo para todo o Brasil.


Dentro do projeto estão previstas a realização de três ações: criação e gravação de um número de chicote para inscrição em festivais do gênero, criação e execução de uma oficina presencial e uma oficina virtual, para difusão da técnica e conhecimentos acerca do tema. Dessas ações, a criação e gravação do número já foi realizada, e a oficina virtual está em andamento, com finalização prevista para a sexta-feira, dia 21 de maio. Logo a seguir deve ocorrer a oficina presencial, com distanciamento próprio pelo uso do chicote, que acontecerá no Circo Os Kaco, em Taquaruçu, distrito de Palmas (Tocantins).


O projeto conta com assistência de produção pela Fluxo Criativo, captação de imagens, registro e redes sociais pela Marina Martins Marques (Instagram) e apoio do Circo Os Kaco (Instagram). Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Emergencial do Tocantins - Circo, do Governo do Estado do Tocantins, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura.



Artista circense olha para a câmera segurando um chicote.
Alfredo Germán Vera, conhecido como Caracol, realiza oficina para difusão e preservação da arte de manipulação do Chicote.




0 comentário